terça-feira, fevereiro 10, 2004

É sempre a mesma coisa

O nacional parolismo instalou-se na arquitectura e em Lisboa em especial. Fico encantado que Normam Foster venha fazer um projecto a Lisboa e muitos mais deviam cá vir fazer projectos, mas tratados de igual para igual em termos de burocracias camarárias, observância dos regulamentos, rapidez e critérios sérios na apreciação, HONORÁRIOS...pena é que isso não aconteça e que sejam sempre os mesmos a fazerem os projectos marcantes e com facilidades que nem o melhor adivinho consegue explicar.
E mais uma vez continuamos a assitir à gestão de uma cidade como Lisboa sem critérios, sem uma estratégia de fundo, sem uma ideia geradora e directora...apenas um amontoado de situações (quanto mais visíveis melhor), uma gestão casuística, de situação, de grandes iniciativas reveladores de pequenez...talvez torres como marcos de medíocridade?
Qual será consequência destes grandes gestos?...Talvez um acentuar da fragmentação que se vinha a assistir e que, definitivamente, acabará por destruir o carisma e a "especialidade" de Lisboa.
É um desabafo pessoal mas faz-me confusão tratar uma cidade como Lisboa desta maneira.
Infelizmente como vou acompanhando as coisas de perto, por curiosidade ou por obrigação profissional, faz-me ainda mais confusão...
Talvez formação e informação a mais seja um peso para a análise e o comentário desapaixonado...mas é um peso que vou ter de o carregar....
Mas voltando ao tema.....e sendo este blog um blog de viagens atrevou-me a dizer....vamos rápidamente viajar por Lisboa, pelos bairros mais típicos e pelos mais incaracterísticos, pelo nosso bairro e pelo bairro dos nossos amigos, pelas ruas e pelos prédios, entrar em lojas, espreitar em becos, subir escadas, falar com lisboetas puros, ver cada esquina como se fosse a primeira vez...porque pode ser talvez a ultima...
Vamos procurar ( e memorizar) os nossos prédios favoritos, os jardins mais encantadores, os bons locais para se estar ou para flanar, procurar novos pontos de vista, novos ângulos, novos detalhes, novos petiscos, novas cores, novas paisagens urbanas...porque estão a desaparecer!
Ou pelo menos, para mim, que acho que não me encaixo nesta "desideia" de cidade que este responsáveis pretendem!
Desculpem estes desabafos e não julguem que é um baixar de braços....é apenas mais ânimo para continuar!
Porque não entendo uma cidade, e especialmente Lisboa, sem uma "ideia"!

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial