quarta-feira, fevereiro 18, 2004

Oxford

Conhecida sobretudo por ser uma cidade essencialmente universitária, Oxford apresenta-nos diversos aspectos à medida que a vamos conhecendo.

É indispensável falar na Faculdade de Christ Church, a maior de Oxford, com uma riquíssima colecção de pinturas, um jardim deslumbrante, e uma infindável e impressionante lista de antigos alunos.

Cansados da visita a esta faculdade, atravessamos a rua, e damos de caras com uma pequena loja, escondida a um canto, mas que desperta a atenção pela publicidade à entrada. Depois de alguma perplexidade, entramos, perguntando se a loja terá alguma coisa que ver com a "Alice no País das Maravilhas". De facto, a Alice’s Shop é a loja da personagem criada por Lewis Carroll. Este viveu largos anos em Oxford, travando conhecimento com a família do reitor de Christ Church, cuja filha mais velha, Alice, serviu de inspiração aos seus romances, sendo que a localização da Alice’s Shop é a de uma loja em que a verdadeira Alice fazia as suas compras.

Não acabam por aqui as surpresas, visto que somos levados a uma sala de chá, com vista para a esplendorosa Christ Church, cujas divisões e decorações foram fonte de inspiração para certas situações do livro.

Já descansados, percorremos a cidade a pé, até chegarmos ao famoso Sheldonian Theatre. Com a sua curiosa arquitectura circular, é considerada uma das jóias de Oxford, com razão, já que só a sua vista de fora é impressionante.

Com um interesse arquitectónico de excepção, temos em Oxford, dentro e fora do âmbito da Universidade, várias construções que merecem ser vistas, como a Hertford Bridge, que liga dois edifícios da faculdade de Hertford; e que é uma réplica da "Ponte dos Suspiros".

De repente, ouvimos um relógio... Olhamos para cima e damos de caras com dois engraçados homenzinhos que tocam dois sinos, a avisarem os habitantes e visitantes das horas... Estamos, pois, perante a Carfax Tower, do cimo da qual podemos ter uma vista geral da cidade, incluindo a mais antiga construção desta, a Saxon Tower of St. Michael at the North Gate, edifício do século XI, que fazia parte das defesas da cidade.

Já é tarde, e acabamos a visita por onde devíamos ter começado... vamos portanto, à Oxford Story, uma espécie de visita guiada pela história da cidade, tal como se fora uma atracção de parque de diversões... onde entramos na Idade Média, e saímos na actualidade!

Quase a sair da cidade, lembramo-nos que queremos levar souvenirs para a família e amigos. O melhor sítio para o fazer são as lojas da Universidade, espalhadas por toda a cidade, onde encontramos diversos artigos, desde postais a t-shirts, muitos deles com a seguinte frase:

"The more I study, the more I learn,
The more I learn, the more I forget,
The more I forget, the less I know.
So... WHY STUDY?"



Um beijinho para a Filipa Lopes que nos enviou o texto.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial